Women in Portuguese America

Women in Portuguese America

Vídeos
2020

Vídeos
2020

O projeto M.A.P.

Mulheres na América Portuguesa - M.A.P. - é um Projeto conduzido por pesquisadoras do Grupo de Pesquisas Humanidades Digitais da Universidade de São Paulo, abrigado no Núcleo de Apoio à Pesquisas em Etimologia e História da Língua Portuguesa (NEHiLP) e ligado ao Laboratório Virtual de Humanidades Digitais (LaViHD).

O M.A.P. está reunindo um conjunto de fontes documentais imensamente importantes para os estudos filológicos e para os estudos da história das mulheres no Brasil, na forma de documentos escritos por mulheres, ou que relatam seu discurso, entre 1500 e 1822, no espaço atlântico português (veja aqui nosso projeto completo e as perguntas que o motivaram).

A metodologia seguida no Projeto trata essa documentação a partir de duas premissas: primeiro, importa-nos, centralmente, a literalidade da expressão e a literalidade do relato da expressão, sendo esta uma investigação originária do campo da filologia e da linguística histórica. Segundo, do ponto de vista computacional, partimos do compromisso com as tecnologias transferíveis e o acesso aberto, sendo nosso objetivo a difusão e democratização da informação encerrada na documentação trabalhada.

Para reunir esses documentos, pesquisamos em arquivos e acervos digitais no Brasil e em Portugal. Depois de ler, discutir e preparar filologicamente cada documento, sistematizamos as informações em um Catálogo Digital com acesso livre.

Catálogo M.A.P.
Versão Beta, julho de 2020

O catálogo M.A.P. é ainda um trabalho em andamento. No atual sistema, o documento base é construído em XML, e as visualizações são geradas por XSLT (o índice onomástico completo, uma tabela com dados e uma lista resumida) ou no Google Maps (Catálogo georeferenciado). Essa metodologia está sendo reestruturada, na matriz Django. Esperamos poder apresentar uma base de dados mais completa e interativa até o final de 2020!

O projeto M.A.P.

Mulheres na América Portuguesa - M.A.P. - é um Projeto conduzido por pesquisadoras do Grupo de Pesquisas Humanidades Digitais da Universidade de São Paulo, abrigado no Núcleo de Apoio à Pesquisas em Etimologia e História da Língua Portuguesa (NEHiLP) e ligado ao Laboratório Virtual de Humanidades Digitais (LaViHD).

O M.A.P. está reunindo um conjunto de fontes documentais imensamente importantes para os estudos filológicos e para os estudos da história das mulheres no Brasil, na forma de documentos escritos por mulheres, ou que relatam seu discurso, entre 1500 e 1822, no espaço atlântico português (veja aqui nosso projeto completo e as perguntas que o motivaram).

A metodologia seguida no Projeto trata essa documentação a partir de duas premissas: primeiro, importa-nos, centralmente, a literalidade da expressão e a literalidade do relato da expressão, sendo esta uma investigação originária do campo da filologia e da linguística histórica. Segundo, do ponto de vista computacional, partimos do compromisso com as tecnologias transferíveis e o acesso aberto, sendo nosso objetivo a difusão e democratização da informação encerrada na documentação trabalhada.

Para reunir esses documentos, pesquisamos em arquivos e acervos digitais no Brasil e em Portugal. Depois de ler, discutir e preparar filologicamente cada documento, sistematizamos as informações em um Catálogo Digital com acesso livre.

Catálogo M.A.P.
Versão Beta, julho de 2020

O catálogo M.A.P. é ainda um trabalho em andamento. No atual sistema, o documento base é construído em XML, e as visualizações são geradas por XSLT (o índice onomástico completo, uma tabela com dados e uma lista resumida) ou no Google Maps (Catálogo georeferenciado). Essa metodologia está sendo reestruturada, na matriz Django. Esperamos poder apresentar uma base de dados mais completa e interativa até o final de 2020!